FILOSÓRFICO

domingo, fevereiro 25, 2007

À SORTE E À MORTE ...
( recomendado contra insónias )
#
É norma prudente e velha,
proposta por sábia gente,
que se olhe a sorte de esguelha
e encare a morte de frente.
#
Se o Homem fosse macaco,
teria bem melhor sorte:
- não dava voltas ao caco
e não pensava na morte ...
#
Os homens fogem à morte
como o diabo da Cruz.
A morte apanha-os à sorte
e, a cada um ...catrapuz !
#
Desde o berço até à morte,
que andamos nós a fazer ?
A correr atrás da sorte
que connosco há-de morrer !
#
Vai a sorte à nossa frente
como a sombra, na corrida.
À morte, volta-se a gente
- e vê que foi sombra a vida.
#
No mar revolto da sorte,
meio mundo anda perdido,
a olhar a estrela da morte
à procura do sentido.
#
Mesmo gozando da sorte
de ter quanto o mundo dá,
quem não se lembra da morte
anda sempre ao deus-dará .
#
Quem me dera ter a sorte
de conhecer o futuro:
- subir ao muro da morte,
olhar por cima do muro ...
#
Se alguém morre, lembra a sorte
que nos espera. E, assim,
quem sofreu a sua morte
sofreu-a também por mim.
#
A nossa vida é pequena,
mas Deus dá-nos outra em sorte:
- temos a morte por pena,
mas não a pena de morte ...
#
Fiz estas quadras, à sorte,
na cama, para dormir.
Se vinha o sono da morte,
muito me havia de rir !...

1 Comments:

  • Desculpe mas não resisto:
    Que não durma é nossa sorte!
    Se as insónias dão p’ra isto,
    Não lhes desejo a morte!

    By Anonymous Zé António, at 9:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home